SISTEMA FOTOVOLTAICO NO AEROPORTO INTERNACIONAL DE MANAUS: ANÁLISE DA VIABILIDADE TÉCNICA, ECONÔMICA E AMBIENTAL DE IMPLANTAÇÃO USANDO SIMULAÇÃO COMPUTACIONAL

Carlos Gomes Fontinelle, Jandecy Cabral Leite, carlos magno cassio

Resumo


Atualmente, a inserção de energias renováveis na composição da matriz energética brasileira tem se mostrado em franca expansão, principalmente devido aos diversos problemas ambientais decorrentes do uso de combustíveis fósseis. A energia solar é uma fonte renovável de energia, limpa, silenciosa e o painel fotovoltaico pode ser instalado em qualquer local que receba luz solar. Deste modo, esta modalidade de energia ganha mais espaço e popularidade no mundo inteiro, principalmente no Brasil, não apenas pelas condições climáticas favoráveis, mas também pelo custo atual elevado da energia elétrica. Dado ao grande potencial de insolação do território brasileiro, os sistemas fotovoltaicos tornam-se uma alternativa bastante atrativa principalmente em aeroportos que são locais tipicamente grandes, horizontais, ensolarados, apresentam poucas áreas de sombreamento e possuem perfil de consumo energético elevado. O ambiente de estudo deste trabalho foi o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes localizado em Manaus, Estado do Amazonas. O objetivo deste estudo foi inspecionar algumas áreas adequadas para dimensionamento de sistemas fotovoltaicos conectados à rede elétrica e analisar a viabilidade técnica, econômica e ambiental para implantação desses sistemas. Os valores numéricos dos projetos foram comprovados por meio de softwares livres de dimensionamento de sistemas fotovoltaicos. Para este trabalho, foram elaboradas duas propostas de projeto: 1) Primeira proposta: 4,6MW (demanda contratada do Aeroporto), 1.a) 14.832 painéis fotovoltaicos, 1.b) Investimento de R$ 19.500.000,00, 1.c) Payback de 8,6 anos, 1.d) VPL de R$ 60.906.929,00, 1.e) TIR de 12,5%, 1.f) Redução anual de 495,1tCO2; ii) Segunda proposta: 402kW (carga do estacionamento de funcionários do aeroporto), 2.a) 1.296 painéis fotovoltaicos, 2.b) Investimento de R$ 1.732.636,00, 2.c) Payback de 8,8 anos, 2.d) VPL de R$ 5.310.732,00, 2.e) TIR de 12,3%, 2.f) Redução anual de 43,4tCO2. Neste contexto, a implantação de um sistema de energia solar fotovoltaica no referido aeroporto mostrou-se viável nos aspectos técnico, econômico e ambiental.

Palavras-chave


Energia Renovável, Energia Solar, Aeroporto.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia