ANÁLISE DOS EFEITOS DA UTILIZAÇÃO DE UM SISTEMA FOTOVOLTAICO NO FATOR DE POTÊNCIA DE UMA EMPRESA AGROINDUSTRIAL

Lucas Soares Gusman, Heverton Augusto Pereira, Allan Cupertino, Adriano da Silva Antonio

Resumo


Atualmente, no Brasil, um fator de potência abaixo de 0,92 indutivo ou capacitivo é passível de tarifa, pois isso significa menos potência ativa sendo utilizada para a mesma quantidade de potência aparente recebida, resultando em maior desgaste ou utilização do sistema de distribuição. Geralmente, no Brasil, os SFCRs (sistemas fotovoltaicos conectados à rede) operam em fator de potência unitário, entregando apenas energia ativa para uma unidade consumidora, reduzindo o consumo de energia elétrica ativa da concessionária. Como consequência, ocorre a redução dos custos em energia ativa faturada no final de um mês. No entanto, retirar menos potência ativa da rede e a mesma quantidade de potência reativa, provoca uma queda no fator de potência, que poderá gerar uma cobrança maior sobre a energia reativa. O presente trabalho tem como objetivo realizar um estudo de caso para análise dos impactos na cobrança de energia reativa com e sem a utilização de um SFCR instalado em uma empresa de processamento, beneficiamento e comercialização de café localizada em Viçosa, MG. Atualmente, a empresa utiliza bancos de capacitores para correção de potência com operação manual, da qual dados de demanda de potência ativa e reativa foram coletados sem a presença do SFCR. Os dados coletados a cada 15 minutos durante o mês de abril de 2017 foram analisados para verificações do fator de potência. A produção diária do SFCR foi simulada por meio de um software computacional em intervalos de 5 minutos no mesmo local com uma radiação incidente de 4,9kWh/m2dia. Uma análise do aumento do custo da energia reativa mostra que a instalação de um SFCR pode não trazer a redução na conta esperada, uma vez que o custo com energia reativa pode ter no mesmo nível da redução obtida com o SFCR mostrou.

Palavras-chave


Fator de potência, usinas fotovoltaicas, qualidade de energia

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia