ANÁLISE DA DEGRADAÇÃO DE CONVERSORES FOTÔNICOS À MAIORES ENERGIAS QUANDO IMPLEMENTADOS EM SILICONE

Aline Cristiane Pan, Leandro Santos Grassi Cardoso, Gustavo Kunde Silveira, Fernando Soares dos Reis

Resumo


A implementação de conversores fotônicos à maiores energias em silicones em gel mostram-se atrativa e adaptável para ser incorporada em processos industriais de fabricação de módulos fotovoltaicos, pois estes silicones são utilizados para o encapsulamento e apresentam melhores características que o acetato de etil vinila (EVA). Sendo assim, o objetivo fundamental deste trabalho é analisar se há degradação com o tempo dos conversores fotônicos à maiores energias quando implementados em silicone para posterior aplicação em célula solares bifaciais de silício. Preparou-se quatro novas amostras de conversores fotônicos com base em amostras antigas (2013) com a mesma composição. Com a caracterização óptica (medidas de transmitância e refletância), e utilizando-se do modelo matemático já desenvolvido para as características elétricas, inseriu-se os dados no Software PC1D e obteve-se os principais resultados deste trabalho. Conclui-se que para estes conversores e medidas não foram identificadas significativas degradações, inclusive as medidas mantiveram-se dentro dos desvios medidos e calculados. O que valida e acredita a incorporação destes conversores nas células solares. No entanto, sabe-se da necessidade de estudos mais completos e detalhados para esta análise.

Palavras-chave


Conversores fotônicos à maiores energias, Degradação, Silicone

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia