CRISTALIZAÇÃO DE FILMES DE PEROVSKITA DEPOSITADOS POR SPRAY

Gabriel Bartholazzi Lugão de Carvalho, Paulo Victor Nogueira da Costa, Dian Souza de Oliveira, Leila Rosa de Oliveira Cruz

Resumo


Haletos orgânicos-inorgânicos de perovskita vêm ganhando um grande espaço como um material muito promissor para ser utilizado como camada absorvedora em células solares. Sua deposição é normalmente realizada através da técnica de spin-coating, que não é vantajosa para uso em larga escala. Nesse sentido, este artigo analisa a cristalização de filmes de perovskita depositados por spray. Os filmes fabricados exibiram uma banda proibida de 1.55 eV e ótima absorção do espectro visível. Os resultados também mostraram que, utilizando-se uma temperatura de substrato igual a 90ºC, os filmes cristalizam quase instantaneamente durante a deposição. Já quando expostos a tempos prolongados de tratamento pós-deposição, os filmes apresentam uma degradação proporcional ao tempo de tratamento. Portanto, a técnica de spray permite a redução do tempo de tratamento, o que pode facilitar a futura comercialização de células solares de perovskita.

Palavras-chave


Perovskita, Spray, Cristalização

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia