SECADOR SOLAR DE FRUTAS: ANÁLISE DE DOIS SISTEMAS

Ítalo de Andrade Gomes, Paulo Germano Pinto Medeiros, Marcelo Bezerra Grilo

Resumo


Este trabalho apresenta a análise comparativa de dois sistemas de secagem utilizados na produção de frutas desidratadas, que utilizam, exclusivamente, a energia solar como fonte de energia. Os dois sistemas avaliados empregaram energia solar térmica para o aquecimento do ar no coletor solar e energia solar fotovoltaica para proporcionar uma ventilação forçada do ar de secagem na câmara de secagem. Ambos foram produzidos com materiais de baixo custo e facilmente encontrados na região, o que proporciona a agregação desses secadores por pequenos produtores e/ou cooperativas rurais, sendo uma forma de estimular a economia regional. Com o secador solar desenvolvido em 2016 o teor de umidade desejado na fruta, foi obtido em menor tempo, porem o secador solar desenvolvido em 2015 apresentou, comparativamente, maior eficiência mássica do processo de secagem. Isto representa maior rapidez na produção de fruta seca para o protótipo testado em 2016, e maior capacidade produtiva para o protótipo testado em 2015. Foi comprovado experimentalmente que os dois sistemas de secagem solar são tecnicamente eficientes para realizar o processo de secagem de frutas. Com um tempo de retorno do investimento estimado em seis meses, os equipamentos desenvolvidos tiveram sua operacionalidade funcional e construtiva comprovada e contribuem para promover o desenvolvimento sustentável, pois agregam valor aos produtos comercializados e utiliza como fonte energética apenas energia solar.

Palavras-chave


Secagem de Frutas, Energia Solar, Desenvolvimento Sustentável.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia