SECADOR SOLAR USADO NA SECAGEM DE BANANA

Antonio Gomes Nunes, Marcelo Bezerra Grilo, Adna Queiroz Sales, Brenda Fernandes Ribeiro, Cayssa Ágatha de Castro Nascimento, José Eugenio Fernandes Maia

Resumo


Resumo. Este trabalho apresenta o desenvolvimento de um sistema de secagem solar usado para secagem de frutas. O protótipo projetado e construído trata-se de um secador solar de exposição indireta com câmara de secagem acoplada. Os testes experimentais foram realizados na UFCG, na secagem de banana prata (Musa spp.). O foco do trabalho é o desenvolvimento de novas tecnologias apropriadas para uso na agricultura, disseminando a cultura das energias renováveis e contribuindo para promoção do desenvolvimento sustentável. As temperaturas do ar de secagem na entrada, na saída e no interior do coletor solar e da câmara de secagem foram medidas por 10 termopares distribuídos de forma a obter uma melhor distribuição desta variável durante o processo de secagem. Para os testes experimentais realizados, o secador solar mostrou-se confiável, pois, o tempo necessário para a banana atingir os valores de teor de umidade em base úmida em torno de 25%, foi de 840 minutos (14 h), compatível com os tempos relatados na literatura para equipamentos equivalentes. A cinética de secagem foi ajustada pelo modelo matemático empírico de Page e os resultados foram representativos com valores elevados dos coeficientes de determinação que se aproximaram de 0,99. Os investimentos com a manutenção e operação do sistema do secador solar dizem respeito, simplesmente, à degradação natural dos seus componentes. Sua viabilidade econômica foi demonstrada com um tempo de retorno do investimento estimado em até seis meses.

Palavras-chave


Energia solar, Secador Solar, Secagem indireta, Banana passa.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia