PROPOSTA DE MODELAGEM PARA MENSURAÇÃO DA COMPETITIVIDADE DE SETORES URBANOS NA INSTALAÇÃO DE SISTEMAS FOTOVOLTAICOS

Carmen Brum Rosa, Leandro Michels, Julio Cezar Mairesse Siluk, Daniel Chaves, Eriton Steindorff Ceolin

Resumo


Nos últimos anos, a geração de energia fotovoltaica foi consolidada no mundo como uma das formas mais promissoras de geração de energia elétrica renovável. Devido à sua vasta área terrestre e localização tropical, o Brasil está posicionado como um dos países com maior potencial de implantação de sistemas fotovoltaicos, no entanto, sua continuação dependerá de um conjunto de ativos, como pesquisa e desenvolvimento, introdução de novas tecnologias, respaldo regulatório e eliminação de barreiras sistêmicas. Com o objetivo geral de identificar oportunidades para desenvolver a energia solar no país, este artigo apresenta duas ferramentas de pesquisa construídas para medir o nível de competitividade das cidades brasileiras para geração fotovoltaica distribuída. O primeiro instrumento possui 19 indicadores de desempenho agrupados em 19 fatores críticos de sucesso fragmentados em três pontos de vista fundamental. Com a implementação deste instrumento pretende-se gerar um diagnóstico atual da situação dos setores urbanos avaliados e apoiar a inserção da geração distribuída fotovoltaica nas cidades brasileiras. O segundo instrumento tem por objetivo quantificar o grau de importância dos indicadores propostos para compor a função aditiva na modelagem matemática. Com base no procedimento metodológico e nos resultados, considerou-se que objetivo da pesquisa foi atingido, uma vez que a modelagem proposta cumpre seu papel ao evidenciar o nível de competitividade de setores urbanos brasileiros para instalação de sistemas fotovoltaicos.

Palavras-chave


Energia Solar Fotovoltaica, Competitividade, Indicadores de Desempenho.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia