SIMULAÇÃO DO USO DE BATERIAS ADOTANDO A TARIFA BRANCA PARA MICROGERAÇÃO FOTOVOLTAICA DE CLASSE RESIDENCIAL

Ariane Silva Finotti, Marcelo Pinho Almeida, Roberto Zilles

Resumo


Anteriormente, apenas consumidores de alta e média tensão tinham a opção pela tarifa horária. Hoje, a tarifa branca surge como uma alternativa e um desafio para os consumidores de baixa tensão, possibilitando a redução do consumo de energia ao mesmo tempo em que exige um gerenciamento ativo da demanda, fora do horário de ponta. Além disso, há vantagens também para as concessionárias, descongestionando o sistema no horário de maior carga, e reduzindo ou postergando investimentos de longo e médio prazo no setor elétrico. Visto que há esta nova oportunidade de redução na conta de energia, o presente estudo visa investigar se seria vantajosa, a utilização de baterias por um microgerador fotovoltaico conectado à rede, residente na cidade de São Paulo, caso o mesmo aderisse à tarifa branca, assumindo que o consumo da energia armazenada ocorra no horário de pico, ou seja, quando o preço do kWh é mais oneroso.

Palavras-chave


Tarifa branca, Microgerador Fotovoltaico, Baterias.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia