ANÁLISE DA QUALIDADE DE ENERGIA ELÉTRICA DE SISTEMAS FOTOVOLTAICOS DE GERAÇÃO DISTRIBUÍDA EM UNIDADES PROSSUMIDORAS RESIDENCIAIS

Letícia Mara Beliski, Letícia Toreti Scarabelot, GIULIANO ARNS RAMPINELLI

Resumo


A participação da energia solar fotovoltaica na matriz elétrica brasileira, embora pequena, vem crescendo significativamente nos últimos anos. Em 2012, a ANEEL publicou a primeira Resolução Normativa n° 482, que regulamentava o processo de Geração Distribuída (GD) no Brasil, possibilitando a geração de energia elétrica em prossumidores e a contabilização de créditos por parte das concessionárias, hoje, essa resolução já foi atualizada e a RN n° 687/2015 que se encontra vigente. Segundo a Associação Brasileira de Geração Distribuída (ABGD) entre julho e agosto de 2017 existiam 13.321 sistemas de GD instalados no Brasil, sendo que desse montante, 79 % corresponde a instalações no setor residencial. Partindo desse cenário, o presente trabalho analisa, a partir de dados medidos, a qualidade da energia elétrica entregue por dois Sistemas Fotovoltaicos Conectados à Rede (SFCR) em unidades prossumidoras residenciais localizadas no Sul de Santa Catarina. Para as medições foi utilizado um analisador de rede que coletou dados de tensão, corrente, potência ativa, potência reativa e potência aparente, componentes harmônicas e fator de potência em um intervalo de 5 minutos em diferentes dias típicos. Utilizando os dados coletados foi possível analisar parâmetros de THDv, THDi, IHDi, FP, potência ativa, reativa e aparente. Considerando que as análises foram realizadas em sistemas FV em operação, sujeitos a diversos intempéries e com flutuação de variáveis, ambos os SFCR fornecem energia elétrica de qualidade dentro do que regem as normas.

Palavras-chave


Sistemas Fotovoltaicos de Geração Distribuída, Inversores, Qualidade de Energia Elétrica.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia