TESTES DE SENSIBILIDADE PARA DIFERENTES PARAMETRIZAÇÕES CUMULUS DO MODELO WRF PARA MELHORAR AS ESTIMATIVAS DE VENTO

Lucia Iracema Chipponelli Pinto, Francisco José Lopes de Lima, Fernando Ramos Martins, Enio Bueno Pereira

Resumo


A avaliação do regime de vento de forma confiável para uma determinada região por meio de coleta de dados com precisão adequada apresenta um alto custo financeiro. Os modelos meteorológicos de mesoescala são ferramentas que demandam investimentos relativamente baixos e vem apresentando resultados favoráveis. Porém, também possuem limitações, por exemplo, a dificuldade em representar a turbulência na CLP (Camada Limite Planetária), esta dificuldade está intrinsecamente relacionada à impossibilidade em reproduzir os processos físicos de trocas turbulentas de momento, energia e massa, entre superfície e atmosfera. Visto essas limitações este trabalho apresenta uma série de testes de sensibilidade entre o modelo meteorológico de mesoescala WRF (Weather Research and Forecasting) configurado com diferentes parametrizações físicas (camada limite, convecção, microfísica e radiação) e a velocidade do vento medida em estações meteorológicas automáticas do INMET (Instituto Nacional de Meteorologia) situadas no Nordeste do Brasil (NEB). O modelo WRF foi configurado com 3 domínio (grades) de resolução 5 x 5 km sobre a região em estudo, a localização desta grades se obteve a partir de uma análise de agrupamento realizada previamente com dados de intensidade do vento de 121 EMA do NEB para o período de 2008 a 2013. Os testes de sensibilidade configuraram um total de 12 experimentos, para os 3 primeiros dias do mês de maio de 2009. Ao analisar os resultados observa-se que independente das parametrizações adotadas, há uma forte tendência a superestimação da intensidade dos ventos pelo modelo WRF para as 13 localidades escolhidas para realizar análise estatística do erro quadrático médio e viés (RMSE e ME). Como erra esperado algumas parametrizações são mais adequadas para um domínio do que para outro, em função do NEB ser influenciado por diferentes sistemas meteorológicos, por exemplo, o ciclo anual da precipitação do litoral leste é diferente ao da região central do NEB.

Palavras-chave


Energia Eólica, Modelo WRF, Previsão de Vento

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia