DESENVOLVIMENTO DE SIMULADOR SOLAR PARA EXPOSIÇÃO CONTINUA DE MÓDULOS FOTOVOLTAICOS

Eurides Ramos Costa, Fernando Schuck de Oliveira, Arno Krenzinger

Resumo


Há várias tecnologias de módulos fotovoltaicos que apresentam variação de eficiência depois de um período de exposição à radiação solar. A utilização da radiação solar natural é problemática, pois há variações de intensidade de exposição em dias nublados ou chuvosos e a intermitência entre dia e noite. Neste caso considerar simuladores solares para a exposição prévia de módulos fotovoltaicos pode levar a uma alternativa interessante. A fonte de irradiância é a componente mais importante dos simuladores solares utilizados nos testes de módulos fotovoltaicos. Para teste de exposição sob radiação contínua, é necessária uma câmara de exposição sob iluminação artificial com aproximadamente 1000 W/m2 de irradiância. Este trabalho focaliza a adequação do espectro de saída do simulador ao de referência da distribuição espectral da radiação solar no espectro visível AM1,5G conforme definido na norma IEC 60904-3. O objetivo é alcançar a Concordância Espectral Classe C como definida na norma internacional (IEC 60904-9, 2007). Neste estudo sobre um simulador solar com dimensões de 1,6 m x 2 m x 2 m (altura x largura x profundidade), 12 (4×3) lâmpadas de vapor metálico PHILIPS HPI-400 W foram selecionadas como fonte de luz e obteve-se irradiâncias correspondentes a, aproximadamente, 200 W/m2. Para se atingir o objetivo de aproximar dos 1000 W/m2 de irradiância incidente no plano de teste da câmara de exposição em estudo, uma possibilidade seria a utilização de lâmpadas HPI-2000 W.

Palavras-chave


Simulador solar, módulo fotovoltaico, fonte de irradiância

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia