AVALIAÇÃO EXPERIMENTAL DO DESEMPENHO DA DEGRADAÇÃO DE MÓDULOS FOTOVOLTAICOS DE SI CRISTALINO APÓS 15 ANOS DE EXPOSIÇÃO EM CAMPO

Denio Alves Cassini, Michele Cândida Carvalho de Oliveira, Laura Guimarães Soares, Marcelo Machado Viana, Vanessa Freitas Cunha Lins, Antonia Sonia Alves Cardoso Diniz, Roberto Zilles, Lawrence Lee Kazmerski

Resumo


Este artigo apresenta os resultados da investigação de perdas de desempenho de módulos fotovoltaicos de silício cristalino no Brasil e a identificação de problemas de durabilidade. Os módulos fotovoltaicos foram localizados nas regiões norte e leste do estado de Minas Gerais, sendo que o módulo mais antigo com 20 anos em operação. Essas áreas são consideradas zonas climáticas subtropicais, com invernos secos e verões chuvosos. As técnicas utilizadas foram: (1) procedimentos de inspeção visual para identificar os principais modos de degradação do módulo fotovoltaico, (2) caracterização da curva I-V por simulador solar para as características elétricas, (3) imagem IR para identificação de pontos quentes e (4) Espectroscopia na Região do Infravermelho por Reflectância Total Atenuada (FTIR-ATR) para a análise da degradação do encapsulante. Uma descoloração e delaminação gradual do encapsulante é atribuída à alta incidência de radiação ultravioleta e altas temperaturas. Mecanismos extensivos de degradação de encapsulantes foram analisados e identificados. O descolamento do encapsulante foi seguido de delaminação e corrosão de interconexão. Este artigo apresenta análises detalhadas da operação e confiabilidade dos módulos de silício cristalino após 15 anos no campo. Importante, esses estudos fornecem comparações entre módulos c-Si instalados na mesma região e nas mesmas condições climáticas. Um conjunto sofre uma extensa degradação do encapsulante - e os outros, nenhum. Os motivos para isso são explicados.

Palavras-chave


Confiabilidade de Módulos Fotovoltaicos, Modos e Mecanismos de Degradação, Perda de Desempenho do Módulo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia