REFLEXÃO SOBRE OS PARAMÊTROS URBANÍSTICOS DE SALVADOR E O USO DE ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA

Andrea Verri Bastian

Resumo


Atualmente 50% do consumo de energia dos centros urbanos vêm dos edifícios. Nesse contexto, é crescente a busca por tecnologias que possam fornecer energia limpa e que não causem impactos ao meio ambiente, mitigando os efeitos das alterações climáticas (efeito estufa), emissão de gases, como também, que diminuam os custos cada vez mais altos com energia. A forma urbana (estrutura urbana e morfologia dos edifícios) é uma questão prioritária a ser discutida no caso de geração de energia fotovoltaica em cidades, uma vez que envolve questões complexas e sistemas voltados para a modelagem urbana. Este artigo apresenta os parâmetros urbanísticos atuais, analisa o sombreamento, considerando como objeto de estudo uma pequena área do bairro da Barra – Salvador (BA), onde se verifica que, embora a cobertura das edificações seja a superfície do edifício com a maior exposição à radiação solar, em alguns casos isso não ocorre, devido à proximidade das edificações vizinhas e, traz uma reflexão entre os parâmetros urbanísticos adotados para a cidade de Salvador e o potencial de geração de energia fotovoltaica em edifícios.

Palavras-chave


Energia Solar Fotovoltaica, Plano Diretor Urbano, Parâmetros Urbanísticos de Salvador (BA).

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia