ESTUDO DA COMPLEMENTARIEDADE DA GERAÇÃO DE ENERGIA ENTRE AS FONTES SOLAR E HIDRÁULICA

Cristiano Andrade de Alencar, Rafael Stedile, Jair Urbanetz Junior

Resumo


A busca para se atender ao compromisso da redução de gases do efeito estufa visando minimizar os efeitos das alterações climáticas passa por soluções como o aumento da demanda por consumo de energia a partir de fontes renováveis. Este aumento cada vez mais significativo traz consequências para a confiabilidade e estabilidade da operação do sistema elétrico de potência. A sustentabilidade da geração de energia a partir das fontes renováveis passa pela tratativa e busca de soluções para se lidar com a característica intrínseca de intermitência e não-despachabilidade destas fontes. Uma solução interessante é a integração das fontes solar e hidráulica, opção que merece destaque principalmente no Brasil que possui uma matriz energética formada em sua maioria por usinas hidrelétricas e ao mesmo tempo tem como características altos índices de irradiação solar em praticamente todo o território. Assim o armazenamento da geração fotovoltaica é feito em forma de conservação da energia potencial hidráulica presente no reservatório da usina hidrelétrica. Além de proporcionar uma geração fotovoltaica mais estável e confiável, a complementariedade destas fontes permite também um ganho de armazenamento de água em períodos críticos de estiagem onde a geração hidráulica pode ficar comprometida. O estudo proposto com o reservatório de Sobradinho busca mostrar uma estimativa do ganho em termos de volume do reservatório.

Palavras-chave


Parques híbridos, Complementaridade de fontes intermitentes, Planta hidro/fotovoltaico.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia