LEVANTAMENTO DO IMPACTO DE GERAÇÃO DE ELETRICIDADE ATRAVÉS DE UNIDADES FOTOVOLTAICAS NA MATRIZ ELÉTRICA NO ESTADO DO TOCANTINS

Autores

  • Alcy Monteiro Junior UFT
  • Faronak Kharaghani Amorim UFT
  • Thierry Silva Pereira
  • Thiago Souza Goncalves

Palavras-chave:

Energia elétrica, geração distribuída, sistemas fotovoltaicos.

Resumo

A geração de energia elétrica no país pela principal fonte, as hidrelétricas, não acompanha o grande crescimento populacional, sendo exigido, portanto, que novas fontes de energia sejam desenvolvidas. Atualmente no Brasil, as usinas hidrelétricas têm a maior participação na geração de energia elétrica, a qual exige diversificação da matriz elétrica brasileira. Devido ao impacto ambiental que esse tipo de geração apresenta, à escassez de água, à distância das hidrelétricas aos grandes centros de carga, e claramente a necessidade de fontes geradoras de energia de forma limpa, sustentável e renovável que causem o menor impacto possível ao meio ambiente - promovendo o desenvolvimento sustentável da humanidade - a energia solar é um excelente exemplo de fonte de energias renováveis, estabelecendo assim, uma maior diversificação da matriz energética do país. O Brasil está situado em uma posição favorável no globo terrestre, possuindo regiões com incidência mais vertical dos raios solares. Essa condição favorece elevados índices de irradiação em quase todo o território nacional, podendo obter bons níveis até mesmo no inverno. O Estado do Tocantins se destaca por sua localização privilegiada, sofrendo pouca variação em relação à incidência solar durante o ano, proporcionando um aumento significativo na implementação de energia fotovoltaica.

Downloads

Edição

Seção

Mercado, economia, política e aspectos sociais - Impactos sociais, econômicos e ambientais de energias renováveis