ENSAIOS DE INVERSORES PARA SISTEMAS FOTOVOLTAICOS CONECTADOS À REDE: RESULTADOS E ANÁLISE DE CONFORMIDADE

  • José Cesar de Souza Almeida Neto IEE-USP
  • André Ricardo Mocelin IEE
  • Roberto Zilles IEE-USP
  • João Tavares Pinho UFPA
Palavras-chave: Energia Solar, Ensaio de Inversores, Normas Brasileiras

Resumo

No Brasil, a necessidade crescente por sistemas de geração solar fotovoltaica conectados à rede de distribuição levou ao desenvolvimento de normas brasileiras para a conformidade de inversores. Assim, de forma a atender à população em geral, foi publicada a Portaria 357, de 01 de agosto de 2014, do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO), que inclui inversores para conexão à rede de potência nominal até 10 kW no Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE). Por possuir os equipamentos necessários para a realização dos ensaios de conformidade com a portaria 357, o Laboratório de Sistemas Fotovoltaicos (LSF) do Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo passou então a ser o primeiro laboratório acreditado pelo INMETRO para a realização desses ensaios. Este trabalho tem como objetivo resumir as experiências de aplicação das normas brasileiras no ensaio de inversores para o PBE no LSF, sendo apresentados os resultados obtidos nos ensaios de 15 inversores ao longo de três anos de operação da bancada de ensaio para sistemas conectados à rede, e a descrição das não conformidades encontradas. A partir desses ensaios conclui-se que, embora as normas brasileiras exijam rigor em seus requisitos, existem inversores capazes de atender aos requisitos normativos brasileiros, assim como existem inversores que necessitam de implementações nos respectivos firmwares de controle e sistemas de comunicação para conseguirem atender a todos os requisitos.
Edição
Seção
Conversão Fotovoltaica - Tecnologias e ensaios de inversores e outros equipamentos de eletrônica de potência