SIMULAÇÃO DO USO DE SMART TRANSFORMERS PARA MITIGAÇÃO DA INVERSÃO DO FLUXO DE POTÊNCIA EM REDES DE DISTRIBUIÇÃO

  • Henrique Parreiras Couto UFMG
  • Victor Flores Mendes UFMG
Palavras-chave: Geração distribuída, Fluxo de potência, Smart transformer

Resumo

O uso de fontes alternativas de energia para a produção de eletricidade aumentou significativamente nos últimos anos. Recentemente, ganhou destaque a possibilidade de consumidores instalarem geradores distribuídos (GDs) em suas propriedades a fim de produzirem sua própria energia. No Brasil, a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) regulamentou em 2012 a instalação desses geradores, assim como o sistema de créditos. Desde então, observou-se um crescimento acentuado do número dessas instalações, dominada principalmente pela fonte solar fotovoltaica (FV). No entanto, a popularização deste tipo de gerador aumenta a complexidade do controle do sistema elétrico de potência, inserindo inúmeros novos desafios para sua operação, tais como a possibilidade de ocorrência de fluxo inverso em seções da rede, uma vez que o pico de potência dos geradores FV não coincide com o horário de ponta do sistema. O objetivo deste trabalho é estudar essa inversão e avaliar a viabilidade de se utilizar uma nova tecnologia, o Smart Transformer (ST) para controlá-lo. Para tal, foram desenvolvidas simulações, de forma a modelar a interação do ST com a rede de distribuição e com os GDs a ela conectados. Resultados mostram que através de ligeira alteração na frequência da rede, o ST é capaz de comunicar-se indiretamente com os geradores presentes no sistema e, assim, evitar completamente a inversão do fluxo.
Edição
Seção
Conversão Fotovoltaica - Tecnologias e ensaios de inversores e outros equipamentos de eletrônica de potência