DO PETRÓLEO À ENERGIA FOTOVOLTAICA: A INSERÇÃO DO BRASIL NESTE NOVO MERCADO

  • Emillia Ribeiro Gobbo UFRJ
  • Maria Antonia Tavares Fernandes da Silvs UFRJ
  • ROSEMARIE broker BONE UFRJ
Palavras-chave: Brasil, Energia fotovoltaica, majors petrolífera, regulamentação.

Resumo

Como uma alternativa de diminuição de gastos em energia elétrica e um estímulo à prática de preservação do caráter limpo e renovável da matriz energética, o uso de energia solar fotovoltaica tem surgido como uma possibilidade real em construções residenciais, indústrias e até mesmo em plataformas para extração e produção de petróleo. Busca-se, através desse artigo, analisar os modelos de financiamento em países influentes quando se fala em energias renováveis; e também os investimentos feitos pelas majors petroleiras que, a partir do óleo, apostam em energias alternativas, tornando-as empresas de energia. Atrelado a isso, estuda-se o crescimento da inclusão da fonte de energia fotovoltaica no Brasil através da sua legislação e instrumentos de apoio dados pelo Governo Federal ao setor fotovoltaico. Concluiu-se que o país deve agir com maior efetividade na transformação de oportunidades em negócios concretos. Percebeu-se também, que a falta de financiamentos com juros baixos se apresenta como um dos gargalos mais fortes para a disseminação da energia solar no país.
Edição
Seção
Mercado, Economia, Política, aspectos sociais - Estratégias e Políticas para as Energias Renováveis