ANÁLISE DO AVANÇO DA GERAÇÃO DISTRIBUÍDA NO BRASIL

  • João Lucas de Souza Silva IFBA
  • Michelle Melo Cavalcante IFBA
  • Rodrigo Machado IFBA
  • Murilo Ribeiro da Silva IFBA
  • Danielle Bandeira de Mello Delgado IFBA
Palavras-chave: Geração Distribuída, Brasil, Geração de Energia

Resumo

A Geração Distribuída (GD) destaca-se por permitir a produção de energia elétrica mais próximo do consumidor e sua importância está, principalmente, em reduzir a utilização de combustíveis fósseis, diminuindo a emissão de gases poluentes na atmosfera e, paralelamente, diversificando a matriz energética. Neste cenário, o presente trabalho realiza um estudo de caso sobre o avanço da GD no Brasil, durante o período de dezembro de 2012 até março/abril de 2017, utilizando dados disponibilizados pela Agência Nacional de Engenharia Elétrica (ANEEL), Empresa de Pesquisa Energética (EPE) e Associação Brasileira de Geração Distribuída (ABGD). Como resultado, verificou-se no Brasil um contínuo crescimento da GD, com destaque para o Estado de Minas Gerais como maior utilizador de GD. O avanço no Brasil começou com a criação de políticas públicas, executadas entre 2012 a 2015, que fomentaram o avanço do GD, como a criação da Resolução Normativa 482/2012, implantada pela ANEEL, e o Programa de Desenvolvimento da Geração Distribuída de Energia Elétrica (ProGD).
Edição
Seção
Mercado, Economia, Política, aspectos sociais - Impactos Sociais, Econômicos e Ambientais de Energias Renováveis