DIMENSIONAMENTO E VIABILIDADE ECONÔMICA DE UM SISTEMA FOTOVOLTAICO CONECTADO À REDE PARA UMA UNIDADE EDUCACIONAL PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE PAULO AFONSO - BA

  • Murilo Ribeiro da Silva IFBA
  • Michelle Melo Cavalcante IFBA
  • João Lucas de Souza Silva IFBA
  • Rodrigo Machado IFBA
  • Danielle Bandeira de Mello Delgado IFBA
Palavras-chave: Sistema fotovoltaico conectado à rede, Payback, Dimensionamento

Resumo

A atual crise energética torna indispensável a adoção de novas alternativas de produção de energia capazes de suprir a crescente demanda. No Brasil, a energia solar surge como uma fonte energética alternativa bastante promissora, uma vez que o país possui grande potencial para o aproveitamento deste tipo de recurso em razão dos elevados índices de irradiação solar. A regulamentação apresentada no módulo 3 dos Procedimentos de Distribuição (PRODIST) e na Resolução Normativa 482/2012 da ANEEL, formalizaram o uso das fontes renováveis na geração distribuída, incluindo a geração fotovoltaica, de modo que, seja viável a transformação da unidade consumidora em uma unidade de produção. Neste contexto, este trabalho apresenta um estudo do dimensionamento de um sistema fotovoltaico conectado à rede para o Centro Educacional Municipal de Paulo Afonso (CEMPA) levando em conta requisitos técnicos, de segurança e de qualidade exigidos pelas normas aplicáveis, além de apresentar um estudo quanto viabilidade econômica de forma que é possível avaliar a rentabilidade dessa tecnologia para o município de Paulo Afonso-BA. Quanto a realização do projeto do sistema, utilizou-se principalmente das normas da COELBA, NBR5410, Resolução Normativa 482/2012 e Módulo 3 do PRODIST; além de softwares como RADIASOL 2 para análise de intensidade da radiação solar, PVsyst para simulação do sistema fotovoltaico, SunData para cálculo da irradiação solar, além do auxílio do Microsoft Excel. Como resultados principais, dimensionou-se um sistema de 37,4 kWp com geração estimada de 54993,56 kWh/ano. O valor do sistema foi orçamentado em R$ 195.988,80 com retorno do investimento em aproximadamente sete anos e sete meses.
Edição
Seção
Mercado, Economia, Política, aspectos sociais - Impactos Sociais, Econômicos e Ambientais de Energias Renováveis