ANÁLISE DA PREVISÃO DO VENTO EM UM PARQUE EÓLICO COSTEIRO NO NORDESTE BRASILEIRO

  • Isadora Limas Coimbra UFSC
  • Mônica Nassar Machuca UFSC
  • Júlio César Passos UFSC
  • yoshiaki sakagami sakagami IFSC
  • Reinaldo Haas UFSC
  • Frederico De Freitas Taves ENGIE
Palavras-chave: Simulação do Vento, Energia Eólica, Áreas Costeiras

Resumo

Este estudo avaliou as previsões de velocidade e direção do vento obtidas através da simulação com o modelo numérico de mesoescala WRF-ARW, versão 3.6.1, na região costeira da Usina Eólica de Pedra do Sal, localizada no Nordeste do Brasil. Procurou-se investigar a eficiência do modelo para uma possível aplicação em outros parques eólicos costeiros do país frente à crescente demanda de previsões de vento e produção de energia eólica associada. Ainda, com uma maior inserção da fonte eólica na matriz energética brasileira, estas previsões estão ligadas à segurança do suprimento energético no território nacional. Simulações atmosféricas em áreas costeiras introduzem dificuldades adicionais nos modelos de previsão e a Usina Eólica de Pedra do Sal exibe grande influência marítima que afeta o comportamento dos ventos locais. O modelo WRF mostrou prever com certa precisão a velocidade do vento na região da Usina, apresentando um valor médio de RMSE igual a 1,53 m/s para os meses de setembro a dezembro de 2013. Em relação ao bias, observou-se uma tendência do modelo de superestimar a velocidade do vento, com exceção do mês de dezembro, onde a velocidade do vento foi subestimada (-0,27 m/s). Ademais, foram observados maiores erros nas velocidades previstas em épocas de ventos mais intensos. A previsão da direção do vento também mostrou bons resultados, em que foi observado uma pequena subestimação na frequência da direção principal do vento de 4,7%.
Edição
Seção
Outras fontes renováveis de energia - Equipamentos e sistemas de conversão eólica