PREVISÃO DE TEMPERATURA AMBIENTE HORÁRIA VOLTADA PARA AUXILIAR PREVISÕES DE GERAÇÃO DE POTÊNCIA FOTOVOLTAICA

  • Edson Ricardo Calado Sabino UFPE
  • Leonardo José Petribú UFPE
  • Heitor Farias de Barros UFPE
  • Olga de Castro Vilela UFPE
  • Alexandre Costa CER-UFPE
Palavras-chave: Previsão de Temperatura, Modelos Autorregressivos

Resumo

A maioria dos métodos de previsão de potência de centrais fotovoltaicas (FV) utiliza como entrada previsões de temperatura ambiente ou de temperatura da célula. Este trabalho apresenta uma metodologia para previsão de temperatura ambiente como time step horário e um horizonte máximo de previsão (H) de 24h . Trata-se de uma metodologia simples e univariada que utiliza modelos autorregressivos(AR). Foi realizado um estudo para definição da ordem dos modelos AR utilizando dentre outras coisas, função de autocorrelação parcial e o RMSE (Root Mean Square Error) dos modelos de diversas ordens. Duas bases de dados foram utilizadas para esse fim, a de Petrolina-PE (1 ano de calibração e 1 de validação) e a de Remanso-BA (3 anos de calibração e 2 anos de validação). Os erros médios provocados pelos modelos AR obtiveram uma diminuição sutil na base de dados de Remanso em relação à de Petrolina. Em Petrolina, as previsões horárias para horizontes de até 24h à frente atingiram erros médios entre 0,6°C e 1,59°C, o que é considerado satisfatório quando comparado com modelos de outros autores. Os modelos AR também superaram o desempenho da Persistência em todos os horizontes testados. Após uma análise de sensibilidade, estimou-se que os erros médios da temperatura prevista pelos modelos AR provocariam um desvio médio nas previsões da saída da central FV de 1,17%, sendo por isso considerados adequados para este fim.
Edição
Seção
Radiação Solar - Outros Dados Meteorológicos aplicados à energias renováveis