ANÁLISE DO IMPACTO DA GERAÇÃO DISTRIBUIDA FOTOVOLTAICA NA REDE ELÉTRICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA

  • Felipe Cirolini Lucchese UFSM
  • Criciéle Martins UFSM
  • Felipe José Anselmini UFSM
  • Mauricio Sperandio UFSM
Palavras-chave: Fontes Renováveis, Geração Distribuída Fotovoltaica, Parâmetros Elétricos

Resumo

Os custos cada vez mais elevados na utilização da energia de origem fóssil combinado a com a questão ambiental culminou na busca por novas fontes de energia. A resposta encontrada para expandir a geração de energia e diversificar a matriz energética foi a utilização de energia provinda de fontes renováveis, como energia solar e eólica, encontradas em abundância em diferentes localidades. Sendo a energia solar fotovoltaica uma promissora fonte de energia, pois diferentes de grandes plantas centralizadas, a geração distribuída (GD) fotovoltaica não compete pelo uso do solo, sendo incorporada a edificações já existentes e próxima a carga. A geração solar também apresenta desafios, pois causa um grande impacto em todo o sistema de transmissão e distribuição de energia, uma vez que altera toda a concepção do sistema atual. A inserção desta fonte em uma rede elétrica pode gerar vantagens e desvantagens no que diz respeito a qualidade da energia entre o cliente e a distribuidora. Sendo assim, este estudo busca fazer a análise dos parâmetros elétricos do sistema elétrico da Universidade Federal de Santa Maria frente a inserção de geração distribuída fotovoltaica, visando: fluxo de potência, níveis de tensão e perdas. Para isso é utilizado o programa Distribuition System Simulator (OpenDSS), onde serão feitas as simulações, utilizando-se dos dados adquiridos na própria instituição.
Edição
Seção
Conversão Fotovoltaica - Aspectos técnicos de sistemas fotovoltaicos instalados