DETERMINAÇÃO DA VARIAÇÃO ESPECTRAL DA IRRADIÂNCIA NA SUBSTITUIÇÃO DAS LÂMPADAS DE UM SIMULADOR SOLAR

Autores

  • Luiz Antonio Piccoli Junior UFRGS
  • André Luís Winck UFRGS
  • Arno Krenzinger UFRGS

Palavras-chave:

Simulador Solar, Distribuição Espectral, Descasamento Espectral

Resumo

Este trabalho apresenta uma análise do espectro da irradiância em um simulador pulsado instalado no Laboratório de Energia Solar da UFRGS (LABSOL) para lâmpadas com 8600 disparos e também para lâmpadas novas. Para isso, é utilizado um espectrorradiômetro capaz de medir o espectro entre 342 e 1166 nm. Neste trabalho também é apresentada a metodologia de calibração do espectrorradiômetro, que é realizada através da comparação da medição da irradiância direta e do espectro obtido pelo modelo de transferência radiativa SMARTS2 (Simple Model of the Atmospheric Radiative Transfer of Sunshine). Para utilizar este modelo, foi necessário obter dados de satélites e estações meteorológicas para o dia e hora da medição realizada. Com a obtenção dos espectros do simulador, foi possível calcular e comparar os fatores de descasamento espectral de módulos de diferentes tecnologias para cada configuração de lâmpadas. Os resultados obtidos mostraram que a calibração do espectrorradiômetro realizada possibilitou obter o espectro do simulador pulsado com boa qualidade, visto que na sua comparação com o espectro padrão o resultado se mostrou satisfatório. As análises de descasamento espectral possibilitaram avaliar o impacto do envelhecimento das lâmpadas do simulador na qualidade da caracterização de diferentes tecnologias de módulos fotovoltaicos.

Downloads

Edição

Seção

Radiação Solar - Recursos Solares e Meteorologia da Radiação Solar