ANÁLISE DE DESEMPENHO DE DIFERENTES ANGULAÇÕES DOS MÓDULOS FOTOVOLTAICOS DA UNIFAL-MG, CAMPUS POÇOS DE CALDAS

Autores

  • Izabella Carneiro Bastos UNIFAL/MG
  • Carlos Alberto Massini Tesser UNIFAL-MG
  • Daniel Oliveira Guimarães UNIFAL-MG
  • Ivan Alan Soares UNIFAL

Palavras-chave:

Energia Fotovoltaica, Eficiência, Angulação

Resumo

A geração de energia elétrica a partir da energia solar tem-se tornado uma das matrizes mais promissoras na área de energias renováveis, principalmente no Brasil por ser um país que apresenta alta incidência de radiação solar, com isto, o número de instalações de usinas fotovoltaicas de diferentes portes veem aumentando. Como a eficiência de geração de energia fotovoltaica depende diretamente da radiação solar incidente, os módulos fotovoltaicos presentes na usina devem estar em uma orientação e angulação da melhor forma possível para captar o máximo de radiação solar. Neste trabalho, busca-se analisar a influência da angulação dos módulos em relação a horizontal na eficiência de geração de energia de duas strings que se diferenciam apenas pelo ângulo de inclinação. Estas strings passam por inversores distintos na mini-usina de geração de energia da Unifal-MG, campus Poços de Caldas. Para esta análise, utilizou-se do software fornecido pela Fronius Solar Web, em que se acessaram os dados de Energia Total Gerada destes dois inversores para três meses diferentes e extraiu-se a média destes valores para cada inversor. Foi observado nestes três meses, que a diferença de angulação entre os módulos não afeta consideravelmente a geração de energia fotovoltaica.

Downloads

Edição

Seção

Conversão Fotovoltaica - Aspectos técnicos de sistemas fotovoltaicos instalados