ANÁLISE DO IMPACTO DA REDUÇÃO DO FATOR DE DIMENSIONAMENTO DO INVERSOR EM UMA USINA FOTOVOLTAICA

Autores

  • Ellen David Chepp UFRGS
  • Carolina Schumacher Defferrari UFRGS
  • Arno Krenzinger UFRGS

Palavras-chave:

Usina fotovoltaica, Fator de dimensionamento de inversores, Custo de inversores

Resumo

O inversor é o equipamento responsável pela conversão da energia c.c. produzida por um arranjo fotovoltaico em energia c.a. adequada para injeção na rede. É um equipamento complexo e seu desempenho tem fundamental importância na qualidade da energia, rendimento e segurança do sistema, de modo que representa uma parcela significativa do investimento em sistemas FV. Tendo em vista que sistemas fotovoltaicos operam boa parte do tempo abaixo da sua potência pico, tem sido estudado o impacto do subdimensionamento de inversores na produção de energia. Neste trabalho, foi comparado o desempenho de dois inversores, de 50 e 40 kW, através de simulação computacional da produção em c.a. de um arranjo fotovoltaico localizado em Porto Alegre ao longo de um ano. Foram considerados o fator de potência e a eficiência em função do carregamento instantâneo, bem como desligamentos automáticos para proteção térmica. Observou-se que o inversor de 50 kW apresentou maior produção nos meses de setembro a março por sofrer menos desligamentos de proteção, porém o inversor de 40 kW teve um melhor desempenho durante o inverno, meses de baixa irradiância e menores temperaturas. Ao longo de um ano, a energia produzida pelo inversor de 40 kW foi 2,4 % menor comparada à produzida pelo inversor de 50 kW.

Downloads

Edição

Seção

Conversão Fotovoltaica - Aspectos técnicos de sistemas fotovoltaicos instalados