Detecção de Falhas Usando Eletroluminescência Aérea de Baixo Custo

Autores

  • Aline Kirsten Vidal de Oliveira UFSC
  • Amanda Mendes Ferreira Gomes UFSC
  • Caroline Bedin UFSC
  • Gustavo Xavier de Andrade Pinto UFSC
  • Guilherme Hosoda Souza Reis UFSC
  • Ricardo Rüther UFSC

Palavras-chave:

Eletroluminescência (EL), Inspeção de Usinas FV, Detecção de Falhas.

Resumo

Métodos sofisticados e precisos têm sido desenvolvidos para detecção de falhas em Usinas Solares Fotovoltaicas (FV), para que inspeções sejam eficientes, com qualidade e da forma mais rápida possível. O método de eletroluminescência (EL), utilizando câmeras de alta complexidade e custo, já é amplamente utilizado pelos fabricantes de módulos FV para avaliar a qualidade do produto final de sua linha de produção. O presente trabalho apresenta uma solução de câmera de baixo custo sensível a EL adaptada a um Veículo Aéreo não Tripulado (VAnT), visando tornar o experimento de EL mais rápido e eficiente, cobrindo grandes áreas em um curto espaço de tempo. Um voo foi realizado sobre um seguidor solar FV instalado e em operação no Laboratório Fotovoltaica–UFSC, em Florianópolis. O VAnT adaptado com a câmera de EL de baixo custo foi capaz de captar as mesmas falhas que uma câmera de alta qualidade acoplada a um tripé em solo. Este resultado foi positivo e é capaz otimizar as inspeções em grandes usinas devido a sua redução no tempo do procedimento. Neste caso, o fator limitador foi a fonte de tensão de corrente contínua utilizada, já que a mesma deve ser robusta o suficiente para energizar diversos módulos ao mesmo tempo, ou ainda, é necessário empregar um sistema de chaveamento, permitindo a energização de forma sequencial nas strings. O experimento mostrou que é possível realizar diagnóstico de falhas de módulos FV utilizando a técnica de EL aérea (aEL) de baixo custo.

Downloads

Edição

Seção

Conversão Fotovoltaica - Controle e monitoramento de sistemas fotovoltaicos