ARREFECIMENTO DE MÓDULOS FLUTUANTES DE ENERGIA SOLAR

Autores

  • Jaianny dos Santos Cabral IFPE
  • Maria Eduarda de Oliveira Sales IFPE
  • Romana Emanuelle da Silva Galdino IFPE
  • Geronimo Barbosa Alexandre IFPE

Palavras-chave:

Energia Solar, Módulos flutuantes, Eficiência

Resumo

A eficiência dos painéis fotovoltaicos é diretamente afetada pela temperatura na qual as células estão submetidas e a radiação solar incidente no mesmo. Em contrapartida, os sistemas constituídos por fontes renováveis vem expandindo seu espaço, materializando uma participação mais significativa na matriz de energia elétrica, aliado a um processo de viabilização econômica à longo prazo. No entanto, há discussões sobre a sua implementação devido a sua variação de eficiência, principalmente, em se tratando da energia solar. Diante dessa perspectiva, por meio de um arrefecimento do módulo fotovoltaico e uma limpeza autônoma adequada da sua superfície, com o propósito de aumentar sua eficiência, foi verificada a taxa de variação de desempenho da placa e comparada com outro painel que não era nem arrefecido, nem limpo. Desse modo, por meio de um levantamento de dados, uma pesquisa quantitativa foi desenvolvida com a finalidade de se obter em quantos por cento a eficiência do painel solar aumentava. Após a coleta dos mesmos, um cálculo simples foi realizado para modularizar em números esse aumento, chegando à conclusão que, por meio de um sistema simples e fácil de ser construído, o usuário pode aumentar a eficiência do seu projeto solar.

Downloads

Edição

Seção

Arquitetura e Energia Solar - Energia solar associado ao conforto térmico de ambiente construído