PRODUÇÃO DE BIODIESEL UTILIZANDO ÓLEO DE FRITURA ORIUNDO DO RESTAURANTE UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS

Autores

  • Natália Angelita Albuquerque UFAL
  • Cledson Calaça Cavalcante Gomes UFAL
  • Thaynara Sarmento de Souza UFAL
  • Allwert Henrique Leão UFAL
  • Amanda Santana Peiter UFAL
  • Marcela Nunes De Souza UFAL

Palavras-chave:

Oleo Residual, Biodiesel, Transesterificação.

Resumo

O biodiesel é um combustível renovável e biodegradável que tem tido um crescimento em sua produção, com o intuito de substituir os combustíveis fósseis em busca do decrescimento da poluição ambiental. Os óleos de fritura utilizados nem sempre têm um descarte adequado. No restaurante universitário da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) são utilizados dezenas de litros de óleo de soja diariamente. Visando contribuir para a diminuição de resíduo gerado e ainda produzir um combustível renovável a partir de um resíduo que seria descartado, este trabalho buscou otimizar a produção de biodiesel a partir de óleo residual. Um dos problemas da utilização de óleo residual é a quantidade de impurezas. No restaurante da UFAL o óleo é utilizado apenas um dia e depois é descartado. O pré-tratamento do óleo foi apenas aquecer para tirar a umidade e em seguida filtrar para tirar impurezas grosseiras. Foi feito um planejamento fatorial com dois níveis e três variáveis para produzir biodiesel de soja por catálise homogênea. Os parâmetros fixos foram: 1,5% de catalisador, álcool metanol e temperatura de 50ºC. As variáveis foram: tipo de catalisador (KOH e NaOH), razão molar óleo/álcool (1/5 e 1/7) e tempo de reação (40 min e 1h). Através da análise dos efeitos utilizando o software STATISTICA foi possível verificar que as três variáveis são significativas, sendo o tipo de catalisador a variável que exerceu maior influência no rendimento em biodiesel. O maior rendimento obtido, 97,3%, foi utilizando o KOH como catalisador com razão de 1/7 durante 1h. As demais condições analisadas não alcançaram o rendimento de 96,5% que é o mínimo para a comercialização do biodiesel. O óleo residual é uma boa alternativa para produção de biodiesel, desde que sejam utilizadas as condições que levaram a um maior rendimento e verificados os demais parâmetros necessários para sua comercialização.

Downloads

Edição

Seção

Outras fontes renováveis de energia - Caracterização, análise, equipamentos e sistemas de conversão energética da biomassa