Novo modelo de comercialização de energia elétrica utilizando blockchain, um estímulo à geração distribuída e aos veículos elétricos

Autores

  • Solange Machado UFSC
  • GIULIANO ARNS RAMPINELLI UFSC
  • Martín Vigil UFSC
  • Roderval Marcelino UFSC

Palavras-chave:

Blockchain, Comercialização de Energia Elétrica, Smart Contracts

Resumo

Diante da atual descentralização da geração de energia, destaca-se como potencial de melhoria o desenvolvimento no Brasil de temas relacionados à atribuição direta de energia elétrica na rede de distribuição, tanto fisicamente, como a renovação das redes de distribuição; quanto digitalmente para atender esta nova concepção de mercado de energia elétrica. A descentralização e a digitalização no Brasil, considerando a atual geração distribuída fotovoltaica e a iminência dos veículos elétricos, impactam fortemente a rede de distribuição de energia elétrica. Por exemplo, a oferta de energia na rede por geração distribuída, a demanda solicitada por veículos elétricos e os auxílios no alívio de carga que estes podem ofertar. Considerando os aspectos da digitalização do mercado de energia elétrica, a atribuição ou solicitação de energia à rede devem ser transacionadas de forma segura e eficaz, o que pode ser obtido por meio de blockchain e smart contracts. Objetiva-se com este artigo revisar as aplicações desta nova tecnologia no mercado de energia elétrica mundial, a fim de propor uma forma inovadora de comercializar energia elétrica no Brasil. Realizou-se o estudo por revisão bibliográfica da tecnologia blockchain aplicada ao setor elétrico mundial. Os resultados obtidos indicam uma nova forma de comercializar energia elétrica, com blockchain através de smart contracts; e a consequente promoção das fontes descentralizadas de energia elétrica e dos veículos elétricos.

Downloads

Edição

Seção

Mercado, economia, política e aspectos sociais - Estratégias e políticas para energias renováveis