ANÁLISE DE VIABILIDADE TÉCNICA E ECONÔMICA PARA INSTALAÇÃO DE USINA SOLAR FOTOVOLTAICA NOS CINCO PRINCIPAIS ATERROS DO BRASIL

Autores

  • Gabriel Neiva Pereira UnB
  • Rafael Amaral Shayani UnB
  • Antonio Brasil Junior UnB

Palavras-chave:

Energia Solar, Aterro Sanitário, Parceria Público-Privada.

Resumo

O presente estudo analisou a viabilidade técnica e econômica da inserção de energia solar fotovoltaica nos 5 principais aterros à céu aberto do país, os quais, após o encerramento, necessitarão de uma destinação útil à sociedade. De acordo com a ABRELPE, a fim de estimular o encerramento dos locais de despejo de resíduos sólidos a céu aberto do Brasil, definiu o início com os 5 aterros que mais causam impacto sócio ambiental, são estes localizados em: Brasília – DF, Carpina – PE, Camacan – BA, Divinópolis – MG e Jaú – SP. Para cada um destes locais, respectivamente, o estudo encontrou um potencial fotovoltaico de 219,26 MWp, 5,09 MWp, 1,70 MWp, 1,17 MWp e 2,1 MWp. Para viabilizar a contratação pelo Governo por meio de uma Parceria Público-Privada, estudou-se a viabilidade para os locais com capacidade acima de 3 MWp, os quais permitem um valor do projeto acima de 10 milhões de reais. Com foco em Brasília – DF, encontrou-se um Valor Presente Líquido de R$ 35.107.671,94, uma TIR de 36,60% e um custo nivelado de energia (LCOE) de R$ 219,30 R$/MWh, viabilizando a inserção da tecnologia solar em aterro para determinados tipos de clientes públicos, em especial aqueles que se enquadram no grupo B de energia pela distribuidora local.

Downloads

Edição

Seção

Mercado, economia, política e aspectos sociais - Impactos sociais, econômicos e ambientais de energias renováveis